Vai abrir uma empresa na área da Saúde ? Veja o que você vai precisar

O segmento de Serviços de Saúde é um dos que mais crescem no Brasil nos últimos anos e deve manter o crescimento. Isso se deve a uma união de 3 grandes fatores:

  • Maior interesse das pessoas em cuidar da saúde, viver mais e melhor.
  • Crescimento de uso dos planos de saúde.
  • A situação infelizmente ruim que vive a saúde pública.

Mas, como todo empreendimento, é preciso ter uma série de cuidados. E no caso de empresas do setor de Saúde, existem pontos de atenção específicos e importantes para que o negócio seja bem sucedido e tenha uma boa imagem no mercado.

Se você vai abrir uma empresa na área da Saúde, vejo o que você vai precisar.

01 – Empresa de Saúde: montar o Plano de Negócios

Nenhum negócio que se pretenda bem sucedido – e todos se pretendem – pode abrir mão de criar um Plano de Negócios no momento zero da criação.

É este documento que vai consolidar todas as informações que você precisa para decidir como será o comportamento da empresa de Saúde.

Nele definimos, entre muitos pontos:

  • Os serviços – consultas, exames, tratamentos – que serão oferecidos.
  • O público-alvo dos serviços.
  • A concorrência e a precificação de cada serviço.
  • Valores e itens de investimento e despesas mensais previstas.
  • Lista de equipamentos e acessórios.
  • Expectativa de tempo de retorno, lucro e receitas mensais.

O Plano de Negócios deve ser feito por um longo tempo para que cada ponto seja claramente definido e faça sentido com os demais – por exemplo, não prever um lucro que não se sustente nas receitas e despesas ou um valor de investimento que não considera o que os serviços precisam.

02 – Empresa de Saúde: legalizar corretamente

Legalizar é sempre o primeiro passo – e muito burocrático no Brasil, além o custo. Para as empresas de Saúde ainda há o agravante de algumas autorizações específicas.

Os principais passos são os abaixo – podem existir outro no município da empresa:

  • Abrir um CNPJ na Secretaria da Receita Federal.
  • Elaborar o Contrato Social.
  • Definir os regimes societário e fiscal.
  • Alvará de funcionamento na prefeitura.
  • Registro na entidade sindical patronal.
  • Cadastramento no Conectividade Social (INSS/FGTS).
  • Autorização de funcionamento do Corpo de Bombeiros.
  • Licenças sanitárias da Anvisa e das secretarias estadual e municipal de Saúde.

É importante lembrar que toda empresa de Saúde deve ter um médico-responsável, definido no início do processo, que acompanhará e assinará fiscalizações e deve representar a empresas em todos os questionamentos privados e públicos da sociedade.

03 – Empresa de Saúde: encontrar o local ideal

Outro ponto importante é a adequação do local ao perfil do público: se a empresa terá um perfil popular, o ideal é estar perto de regiões centrais e que tenham facilidade e quantidade de transporte público; se for um público de maior poder aquisitivo, os bairros residenciais são os ideais, principalmente para clínicas de estética.

04 – Empresa de Saúde: muito cuidado com o lixo hospitalar

Este local dependerá muito da conjunção do público com os serviços e se há procedimentos médicos previstos, pois esses geram o lixo hospitalar, que deve ser uma preocupação constante de uma empresa de Saúde.

É um tipo de lixo que não pode ser descartado com o lixo comum e devem seguir uma série de regras de acondicionamento e guarda até o recolhimento, muitas vezes exigindo até mesmo uma área térrea ou terreno anexo como espaço de descarte e guarda.

Para os materiais descartáveis especiais, como seringa, agulha que tem índice de contaminação. são necessários ter uma Incineração de Resíduos confiável.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *